Copyright 2018 - Bem Vindo

Entrevista Jailson Carvalho

charla foto

 

 

Jailson Cruz Carvalho é o presidente da ONG DaM. É professor, tem 34 anos e a área educativa é uma causa que traz no coração.. 

 

  

 Entrevista de Annette Helle

Annette:Porque acha ser é importante investir na educação?

Jailson: Pelo seguinte, a educação é a base fundamental para se subsistir, para se poder ganhar um rendimento regular. Em termos de trabalho, no Tarrafal havia apenas duas opções: a pesca ou a agricultura. Hoje, existem várias outras possibilidades e profissões disponíveis caso se possa fazer a formação adequada. Isto abre portas a outros desejos e visões, desperta a ambição e cria perspetivas futuras. Hoje em dia, quando questionadas sobre o que querem ser, metade das crianças já não responde ‘pescador’ e a outra metade ‘agricultor’. Por outro lado, um padrão mais elevado de educação capacita as pessoas em termos de atitudes sociais e de desenvolvimento social em geral, por exemplo, fica mais fácil a resolução de conflitos. E, naturalmente a comunidade também fica a ganhar se existirem mais professores, enfermeiros, artesãos e empresários locais.

 

Annette: Quais são as possibilidades de educação escolar no Tarrafal?

Jailson: No Tarrafal as crianças podem ir para a escola primária, e frequentá-la da 1ª à 6ª classe. Depois, para frequentarem a escola secundária, têm que mudar-se para o outro lado da ilha - Ribeira das Patas, Porto Novo, Ribeira Grande ou até para a ilha vizinha São Vicente. Aí, geralmente ficam a viver em casa de familiares ou de famílias amigas – é longe demais para ir e vir todos os dias. No Porto Novo também existe um internato para alunos que não têm familiares nas proximidades. Concluído o 12º ano, existe a possibilidade de tirar um curso superior. Em Cabo Verde existem algumas instituições particulares de ensino superior e desde 2006 existe também uma universidade pública com sucursais na Praia e no Mindelo.

 

Annette: Quantos alunos da escola primária vivem no Tarrafal?

Jailson: Temos duas escolas primárias, uma na área da Praia e outra em Covão, na encosta da montanha. Atualmente sete professores lecionam um total de 82 alunos. Uma parte tem aulas de manhã, outra à tarde.

 

Annette: Que disciplinas são ensinadas? E como é o dia à dia na escola?

Jailson: As disciplinas ensinadas são: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Educação Física e Musical, Expressão Plástica e Educação para a Cidadania. Para os alunos da manhã, a escola começa às oito e termina às 12h30 com um intervalo de meia hora para uma refeição às 10h. Os alunos da tarde entram às 13h, comem às 15h e têm aulas até às 17h30.

 

Annette: Que tipo de refeição é dada aos alunos? Eles têm que pagar?

Jailson: É sempre uma refeição quente. O governo fornece à escola arroz, massa, óleo, feijão, farinha, leite e gás para cozinhar, nós obtemos legumes, peixe e outros produtos. Cada aluno contribui com 50 escudos por mês.

 

Annette: Frequentar a escola primária implica que custos totais?

Jailson: 500 escudos pela alimentação, 450 escudos para os exames finais, 1000 escudos para o uniforme escolar e cerca de 1.500 escudos para os livros, cadernos e material escolar. Depois, existem ainda duas grandes festas escolares: no Dia Internacional dos Direitos da Criança e fim do ano letivo. Para tal, cada aluno participa com 100 escudos. Isto totaliza 3.650 escudos, o equivalente a cerca de 35 euros por ano letivo.

 

Annette: E quanto custa frequentar a escola secundária?

Jailson: É três a quatro vezes mais cara. Os pais dos alunos pagam de acordo com os seus rendimentos – 1.500, 3.000 ou 9.000 escudos por ano. Acrescem ainda os custos do uniforme, roupa de desporto, livros e material escolar – no total cerca de 4.000 a 5.000 escudos. Os custos aumentam com as inúmeras fotocópias fornecidas durante o ano escolar e alojamento fora da casa dos pais. É dispendioso para aqueles que não têm onde ficar (por exemplo em casa de familiares): o internato custa entre 6.000 a 8.000 escudos por mês.

 

Annette: Quantos alunos do Tarrafal frequentam a escola secundária em outro lugar?

Jailson: Quinze. A maioria vai à escola no Porto Novo, seguido de Ribeira das Patas, Mindelo (São Vicente) e Ribeira Grande.

 

Annette: Num total de cerca de 1.000 habitantes, o Tarrafal tem 82 alunos na escola primária e 15 na secundária. Isso parece promissor...

 

Jailson: Sim, temos aqui muitos cérebros! Um juiz do Supremo Tribunal da Praia é do Tarrafal, assim como vários médicos e um grande número de enfermeiros, contabilistas, professores, informáticos especializados, empresários em nome individual, etc. Duas vezes nos últimos anos, alunos do Tarrafal venceram o concurso nacional de Matemática, e dois famosos futebolistas caboverdianos também são de cá: Rolando (Ex F.C. Porto) e Vandi (Ex Portimonense). Temos certamente um enorme potencial...

 

Annette: Tu próprio nasceste no Tarrafal, estudaste no Mindelo e regressaste depois ao Tarrafal. É essa a regra?

Jailson: Não. A grande maioria não volta. O Tarrafal é um lugar muito remoto e não oferece as vantagens de uma cidade, e não existem ainda suficientes postos de trabalho para a mão-de-obra qualificada.

 

Annette: Como podem terceiros ajudar?

Jailson: Precisamos, sobretudo, de apoio financeiro. Este pode envolver o patrocínio de um aluno da escola primária ou secundária, ou a doação para uma bolsa de estudos. Podem também doar alimentos para a escola, ou por exemplo, oferecer um computador a um aluno do secundário. Qualquer contributo será muito bem acolhido.

 

Annette: Como devem proceder?

Jailson: No nosso website www.damtarrafal.com existe um formulário chamado ‘Apoio à educação’. Aí pode-se registar o tipo de contributo que se pretende doar e o montante pode ser transferido para a nossa conta. Com esse contributo pagamos as propinas e compramos o material necessário para um aluno selecionado.

 

Annette: Quem pode beneficiar do apoio financeiro e quais são os critérios de seleção?

Jailson: Apenas apoiamos alunos de famílias que não têm posses financeiras para pagar a educação dos seus filhos. Os outros critérios são a motivação do aluno, isto é, a vontade de aprender, e, naturalmente, a capacidade intelectual necessária. Escolhemos o candidato em concertação com os professores e pela monitorização do seu sucesso escolar ao longo do tempo.

 

Annette: Qual o objetivo deste tipo de assistência?

Jailson: A abordagem adotada é a de ajudar as pessoas a ajudarem-se a si próprias. Em Cabo Verde há fortes laços familiares. Os filhos mais velhos, que já concluíram a escola, muitas vezes contribuem para o rendimento familiar, ajudando a tornar possível a frequência escolar dos irmãos mais novos. Por isso, em última instância, não é apenas o aluno que é ajudado, mas toda a sua família.

Apoiantes

Ambitech, Lda 

ambitech2016

A Ambitech, Lda é uma Empresa que tem como foco principal a Reciclagem de Tinteiros e Toner’s,

para Faxes, Impressoras e Fotocopiadoras.
Reciclamos com materia prima de primeira qualidade fornecida pelos nossos parceiros em Espanha e EUA (UNINET IMAGING). 
Com a obtenção dos nossos TONER'S RECICLADOS, pode poupar até 50% dos custos, e com igual qualidade, relativamente aos originais.

 

Mar Tranquilidade

martranq

Mar Tranquilidade foi lançada em outubro de 1999 na pacata região de Tarrafal de Monte Trigo,

um espaço perfeito para se hospedar. Com apartamentos com telhados de palha ou telha,  cercado por um bosque de acácia. Intercaladas com jardins frondosos, terraços,varandas, e belas vistas. Um lugar acolhedor que oferece recantos tranquilos para relaxar.

 

Jeanine Vahldiek Band

jeanine

"Jeanine Vahldiek Band“, estes são Jeanine Vahldiek e Steffen Haß.

A sua música, que é dominado por a harpa concerto de 2.10m altura de Jeanine, e os vários instrumentos de percussão de Steffen, pode ouvir live num concerto, no internet, ou no CD. Com o seu terceiro CD "Blank Canvas", publicado em Dezembro de 2014, apoiam o DaM  - com 1 € de cada CD vendido.

Cooperações

Smiles

logo smiles

 

AMPri

AMPri Logo

AMPri bietet seinen Kunden seit über 20 Jahren über 500 verschiedene Einwegprodukte wie Einmalhandschuhe,

Mundschutz, Kopfhauben, medizinische Einmalartikel, u.v.m für die Bereiche Medizin, Dental, Hygiene, Pflege, Gastronomie, Kosmetik und Arbeitsschutz. Für den Einsatz des Zahnärzteteams von SMILE auf Santo Antão im August 2016 und im August 2017 stellte AMPri die benötigten Einmal-Untersuchungshandschuhe kostenlos zur Verfügung.

 

Aventura

logo aventura

Seit 2004 bietet die aventura lda. als Vor-Ort-Agentur auf den kapverdischen Inseln touristische Aktivitäten an,

entwickelt und fördert den Tourismus auf den Inseln. Unsere Philosophie basiert auf der Idee des nachhaltigen Tourismus. Wir möchten das Land und vor allem die Menschen darin unterstützen, sich eine Zukunft durch den Tourismus zu gestalten. aventura lda. beteiligte sich an den Reisekosten zur Erstellung der Studie zu den akuten Notwendigkeiten der Bewohner Tarrafals, und hilft bei der Suche nach Flugpaten für gespendete Laptops.

Sodade

sodade logo